Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, novembro 10, 2009

Para entender o caso de plágio na USP


Estou desconfiado que o uso indevido das fotos (com photoshop, pois elas foram cortadas lateralmente) e os parágrafos copiados/adaptados tem a ver com a pessoa responsável pela parte de microscopia eletrônica do paper. Deve ser um aluno de iniciação científica ou mestrado, ou mesmo a primeira autora, se ela tiver sido muito ingênua.

Mas a Tatiana Nahas do Ciência na Mídia definiu bem: este não é um caso de crime ou plágio danoso, mas provavelmente plágio culposo da pessoa mais responsável pelas fotos copiadas, ou melhor, um tipo de picaretagem científica. Quem quiser atirar a primeira pedra, precisa se lembrar que a picaretagem também existe (e muito) dentro das empresas privadas, no jornalismo, nas artes e humanidades etc...

Quanto aos outros dez autores, inclusive a reitora, estão isentos de responsabilidade porque na verdade são responsáveis, cada um, por menos de 10% do paper. Além disso, é praticamente impossível detetar, apenas lendo ou checando o paper, se um colega ou estudante fizer plágio ou fraude intencional de dados experimentais. O processo de peer review também é incapaz de detetar algo desse tipo.

Nenhum comentário: